Vai para os anais da OAB gaúcha uma decisão qualitativa e quantitativa

Arte de Camila Adamoli

Imagem da Matéria

Vai para os anais da OAB gaúcha uma decisão qualitativa e quantitativa tomada por seu Conselho Seccional na última sexta-feira (11). Por 77 votos a zero, o colegiado excluiu dos quadros da entidade a advogada V.M.O. , que já cumpria quatro suspensões de sua atividade profissional, por não prestar contas do dinheiro de clientes.

E, pra arrematar, há 19 anos ele não pagava a anuidade devida à entidade. Detalhe: quando já suspensa do exercício profissional, a advogada apresentou-se com um cliente para realizar audiência. Flagrada pelo juiz, teve sua carteira da OAB-RS apreendida pelo juiz; este encaminhou o documento para a entidade advocatícia.

Foi a primeira vez na história da entidade que um placar numérico de presença alcançou tamanha expressão.

Como ainda pode recorrer ao Conselho Federal da Ordem, a advogada V.M.O. ainda se beneficia legalmente, por enquanto, do sigilo quanto aos atos processuais e temporária vedação à divulgação de seu nome.

Menos mal que ela segue com sua habilitação profissional suspensa. (Proc. nº 354168/2015).

                                              Opinião do Espaço Vital

Bem que a atual diretoria nacional da Ordem
poderia encaminhar um anteprojeto de lei,
pedindo alterações na horrorosa, antiga e
corporativa norma protetiva dos que estão delinquindo.

Sanções disciplinares de exclusão aplicadas a cinco advogados em 2015
(Em ordem alfabética – Todas com trânsito em julgado)

* André Santos Lang – OAB/RS nº 36.990 – decisão transitada em julgado em 16 de setembro de 2015;

* Andréa Guimarães dos Santos – OAB/RS nº 51429 – decisão transitada em julgado em 27 de abril de 2015;

* Moacir Mansur Marum – OAB/RS nº 44264 – decisão transitada em julgado em 05 de maio de 2015;

* Paulo Waldir Ludwig – OAB/RS nº 23878 – decisão transitada em julgado em 13 de maio de 2015;

* Rejane Ribeiro – OAB/RS nº 26958 – decisão transitada em julgado em 05 de maio de 2015.

Veja no saite da OAB-RS a relação dos 40 advogados excluídos a partir de 2002: são 25 homens e 15 mulheres.

Clique aqui para acessar

Deixe uma resposta