“Cores metalizadas e vivas são fortes neste verão”.

 

A paixão de Weni Maranhão pela moda iniciou-se ainda na infância. De lá pra cá estilo e bom gosto sempre estiveram na mira da designer.

Hoje, Weni está com sua boutique na 213 Sul e atende com hora marcada. Nas prateleiras: sua elegância traduzida em bolsas, carteiras e minaudières (carteiras estruturadas) em píton. E a partir deste mês, a marca começa a produzir calças e saias.

O Finissimo foi até a WENI para um descontraído bate-papo e ver de perto as bolsas que fazem os olhos brilhar de desejo!

Como nasceu o flerte com a moda?
Meu amor pela moda foi desde pequena. Aos 20 anos fui estudar moda em São Paulo e lá comecei a criar. No início fiz umas peças em moletom e logo depois vieram as roupas em couro. De volta a Brasília montei uma loja no Lago Sul e pouco a pouco voltei a trabalhar com minha própria marca em peças de couro.

E as bolsas?
Era outubro de 2005 e eu já não tinha mais a loja quando decidi customizar bolsas de palha. Lembro-me que a minha primeira cliente foi a minha amiga Daniele Wayne. Era uma carteira de palha linda que ela usa até hoje. Está intacta! Depois veio uma venda especial para a multimarcas Magrella que foi um sucesso de vendas.

Como é a produção?
Tenho equipes parceiras em São Paulo e em Novo Hamburgo. Viajo frequentemente para acompanhar a produção. Optei por uma produção pequena para poder ter mais controle sobre a qualidade do produto.

As peças em píton são realmente as mais desejadas? Como surgiu a píton no seu trabalho?

Gosto de exclusividade e vi isso no couro de píton. Dentro de mim tive a certeza que essa era a minha escolha. As peles são importadas pelo curtume e possuem o cadastro técnico federal.

Visitar um curtume é uma experiência fantástica que todos deveriam ter. Ver o couro cru passar pelas máquinas enormes de lavagem e tingimento e em seguida o processo de encerar . Muitos detalhes são feitos manualmente, é maravilhoso.

Gosto também da infinidade de opções de cores que o couro pode receber.

Quais são os melhores investimentos para o verão?
Muito metalizado, mesmo em cores. O dourado e o branco serão coringas. Para as festas receberei também carteiras em paetês.

Qual é a bolsa campeã de vendas?
A Astrid com certeza. Um modelo baú que pode vir todo em píton ou couro. Já tive de esvaziar a minha para ceder a uma cliente! O modelo saco também vende bastante.

Quais são os seus planos para o futuro?
Semana que vem participarei de uma feira em Gramado. Em breve receberemos as saias em camurça e píton. Acredito muito na linha de roupas.

Deixe uma resposta